Ibsen Pinheiro faz as contas: “O impeachment não vai passar”

Chico Alves

Em meio à crise política que se arrasta há muitos meses, um turbilhão de entrevistas surgiu nas páginas dos jornais, nos rádios, nas TVs, na internet. A pluralidade é algo saudável, mas, diante de tantas versões contra e a favor sem análises qualificadas, o leitor corre o risco de terminar o texto ainda mais perdido do que quando começou. Por isso, este site tem sido econômico nas últimas semanas.

Porém, uma entrevista em especial mereceu atenção: o presidente do PMDB gaúcho, Ibsen Pinheiro falou ao jornal “O Estado de S. Paulo”. Ele era o presidente da Câmara dos Deputados no impeachment de Fernando Collor, em 1992. Com essa experiência, ele fez uma comparação entre os dois processos de impedimento e marcou diferenças importantes entre os pedidos de impeachment de Collor e Dilma. “Hoje falta a unanimidade daquela época”, diz ele. Outra diferença: O PT não é o PRB, que era inexpressivo. A legenda de Dilma tem base social e representatividade, segundo ele.

O mais importante, porém, é a correção que Ibsen faz nas contas de quem tenta prever quantos deputados votarão contra e a favor da saída de Dilma. “A presidente diz que terá os 172 votos necessários… O governo não precisa de 172 votos. Porque estarão a favor do governo os votos contra o impeachment, os votos de abstenção e as ausências”, explica “Na conta que todo mundo faz, o governo precisa ter os 172 votos. Não precisa. Se for 341 a zero, o impeachment não passou. A ausência é posição contra o impeachment. Tem que somar o voto ‘não’ à ausência e à abstenção”.

É por isso que Ibsen Pinheiro, apesar de ser a favor da saída do PMDB do governo, acha que Dilma ganha a parada: “A votação vai ser apertada, mas o impeachment não vai passar”.

Leia a íntegra da entrevista no site do Estadão, clicando aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *